Blog Alma Missionária

Blog Alma Missionaria

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

http://www.miliciadaimaculada.org.br/ver3/default.asp?pag_ID=1393


Ainda tenho na memória a visita ao campo de concentração em Auschwitz. Foi lá que um homem, chamado Maximiliano Kolbe, teve a coragem de se apresentar para substituir outro homem condenado à morte. Terminava assim a heróica existência do grande homem Maximiliano Kolbe, que praticamente começou a sua aventura quando a mãe de Deus doou a ele duas coroas de flores. Uma branca e outra vermelha. Mas, o que elas significavam? O então menino não podia entender seu significado, mas na sua generosidade e no seu amor, disse à Virgem Maria: “Eu as quero!”.
Durante a vida, ele conheceu o significado dessas duas coroas. Elas significavam uma total consagração a Deus pelas nas mãos da Imaculada. Uma consagração levada ao heroísmo, ao ponto de fazê-lo dar a sua vida, testemunhando o quanto o amor é importante.
Maria Santíssima conduziu este seu apóstolo durante uma vida rica em santidade, e cujo destino era a evangelização. Justamente nesse mês, celebramos a Assunção de Nossa Senhora, que praticamente coincidiu com a oferta total da vida do seu filho Maximiliano Kolbe. Parece que tudo estava marcado na véspera dessa grande festa mariana. A mãe do céu levou consigo o seu filho, o seu lutador, o seu grande missionário.
Você também faz parte dessa história e pode não somente imitar este grande santo, mas também responder com generosidade. A vida de Maximiliano mostrou o quanto a Milícia da Imaculada é importante. Segundo seu pensamento, trata-se da obra mais ousada para evangelizar sob a proteção e mediação de Nossa Senhora.
Por isso, diariamente, ouça "Gotas de São Maximiliano Kolbe", uma reflexão sobre os pensamentos do fundador da obra da Milícia da Imaculada.
Frei Sebastião Benito QuaglioPresidente da Milícia da Imaculada
Fonte: Revista "O Mílite" de Agosto/2012, Número 258 - pág. 21
Postar um comentário